Sunday, February 23, 2014

THE PSYCO HOUSE



A CASA DO FILME PSICOSE

Lar de Norman Bates e de sua mãe dominadora, a casa mais famosa do cinema foi construida em 1959 nos Estúdios da Uviversal em Hollywood, e está a mais de uma década sem passar por nenhuma reforma.

Durante os anos a casa teve aparicões em filmes, programas de TV, documentários, vídeos musicais e até em desenhos animados e tornou-se um icone da história do cinema.

A casa hoje esta decadente com o apodrecimento da madeira, buracos, telhas quebradas…e se algo não for feito logo para parar a deteriorizaçao ela pode chegar em um estágio sem retorno e vir a ruir completamente.

No entando existe uma esperaça. Um grupo de fans se uniram para impeder que isso aconteça sob a forma de uma petição on line. Chamada de ‘Save The Psycho House’ eles tentam recolher assinaturas suficientes para que a Universal realize uma restauração complete e salve a casa da destruição.

Interessado em por seu nome nesta causa? CLIQUE AQUI.

Thursday, February 20, 2014

PREMIERE PRO CC NA COBERTURA DOS JOGOS OLÍMPICOS DE INVERNO.



A cada dois anos, os Jogos Olímpicos de Inverno cria sentimentos de orgulho nacional em países ao redor do mundo. E a Estação de TV americana HEARST mais uma vez faz a cobertura do evento em Sochi, Rússia.


A equipe da Hearst está fornecendo a cobertura ao vivo para as 10 estações NBC-filiadas, bem como produzindo segmentos para emissoras da Hearst em todo os Estados Unidos.  

E para editar todo esse material produzido diariamente uma equipe de profissionais usam notebooks equipados com o ADOBE PREMIERE PRO CC.

Hoje, 19 das 29 estações que produzem notícias nas emissoras Hearst usam o Premiere Pro para o corte do dia-a-dia das notícias. 


A ESPAÇO PIXEL, escola dedicada a treinamentos na área do audiovisual e gráfico oferece o curso de Edição de Vídeo com o PREMIERE PRO CC. 




Monday, February 3, 2014

Centro de Treinamento Audiovisual e Gráfico

Nasce uma empresa!
Depois da difícil decisão de criar uma sociedade para montar uma escola onde o foco principal será compartilhar o conhecimento específico de cada um dos sócios, surge o Centro de Treinamento Gráfico e Audio Visual - Espaço Pixel.



Que providencia tomar em seguida?  
Primeiro o nome, uma tarefa nada fácil. Queria uma palavra que remetesse tanto ao vídeo quanto a fotografia. Pensei em algumas... RENDER, FOCO, FRAME... até uma palavra esdrúxula numa combinação dos nossos nomes surgiu. LOMA (LOPES e MARCELO )... rsrs... reconheço que não ficou legal.

Estava eu com meu amigo Juscelino Nunes numa mesa de bar, tomando umas cervejinhas quando falei de minha idéia e de minha busca por palavras. Na lata ele disse: "Que tal ESPAÇO PIXEL?".














Caramba! "peguei" na hora o nome. Era o que eu estava procurando. Encaixou direitinho no que eu pensava.

ESPAÇO PIXEL

Porque qualquer imagem começa a partir do PIXEL.
Milhares deles formam o que você ver, seja impresso, na TV ou aqui na tela do computador.

Passo seguinte?
Desenvolver a logomarca, etapa também executada por Juscelino em tempo recorde.

Paralelamente a isso, íamos vendo as necessidades estruturais da casa. Verificando goteiras, segurança, pintura...

Logomarca pronta, foi a vez do desenvolvimento do layout da fachada da casa, que na minha opinião ficou muito boa. A palavra PIXEL é uma marca boa para se trabalhar.




O ESPAÇO PIXEL nasce com uma idéia forte de compartilhar conhecimentos na área de produção de vídeo, criações gráficas e cinema. A  área gráfica ficará a cargo do experiente professor Lopes, meu sócio neste empreendimento e grande conhecedor dos softwares usados neste segmento.



Por enquanto ainda não temos um site, mas você pode nos encontrar do facebook.  Aproveita e curte. ;)

Estamos montando a grade de ofertas de cursos, seus horários, preços etc... em breve estarei divulgando por aqui.

O ESPAÇO PIXEL estará aberto também à parcerias com outros profissionais que queiram um espaço adequado para ministrar aulas.

Friday, November 15, 2013

Digital Creativity in the Classroom






I have been working with video editing for almost 14 years and for all my life I never expected someday I would be in a classroom teaching, but the life drove me to do this and now I am teaching video editing  for almost 6 years.

Every passing day I realize that is what I want for life. Teach. And to teach you have to learn and this is what I always do. 


Looking  for new ways to make exercises and stimulate the creativity from students I found a great course from Adobe Education Exchange, and a few weeks ago I made my enrollment in one workshop for teachers: Digital Creativity in the Classroom,  and is helping a lot with ideas and improving my skills in classroom. 

Even I did not attend the live class, I watched all the recordings and every new week, a great week with excellent and inspiring resources to use in classroom were providing to us.



Each guest for live event sharing their experiences was very inspiring. The articles and specially the videos help me a lot in ideas.




I also work in a TV Station, and all my experience in editing TV commercials,  documentaries and journalistic edition I take to classroom.

Thursday, October 31, 2013

EDICÃO JORNALÍSTICA


A edição jornalistica é rápida e dinâmica. Trabalhamos quase sempre na pressão, correndo contra o tempo e muitas vezes nos deparamos com tantos OFFs, que até brincamos: Isso aqui não é matéria, é um documentário.
Alguns  OFFs até chamamos de "OFFÃO". :).
Isso não é nenhum problema caso o editor tenha imagens suficiente para cobri-los. Mas isso geralmente não acontece.
Não que isso seja culpa do repórter cinematógrafico. Digamos que as vezes sim... outras não.
As vezes a falta de comunicação do reporter com o cinegrafista pode ser a falta de determinada imagem ´essencial´ que foi dita no OFF.

E agora? O que fazer para cobrir? 

- Te vira editor. Busca em arquivos ou internet.


As vezes a correria típica destas equipes jornalísticas na maioria das vezes com 3 pautas para cobrir, impede que o cinegrafista
seja mais atencioso na captura das imagens. 

E agora ?

Como sempre, cai na cabeça do editor.

- Te vira! 

E tem aquelas imagens que parecem terem sido feitas dentro de uma canoa, no balanço do rio...
Sem contar que numa cobertura de exposição de quadros, as imagens que chegam parecem que é para fazer um catálogo/mostruário.
Falta feeling...
Dar um feedback ? Nem pensar. Se sentem ofendidos, tem desculpas para tudo e na maiorias das vezes, são rudes.
Para a solução destas situações encontradas diariamente dentro do jornalismo está o EDITOR DE VÍDEO.

Este "cara" para ser bom leva-se um certo tempo. A habilidade vem com o dia a dia, enfretando as dificuldades que vão aparecendo e sabendo manter-se calmo quando a matéria chegar para ser editada e o Jornal já estiver no AR.
"A matéria entra no próximo bloco!!"
A melhor maneira de aprender é vendo o trabalhos dos outros, por isso, assista muito jornal!
Veja os detalhes. As imagens usadas na máteria. O tempo de cada imagem. Não esqueça que você tem
 que respeitar o tempo de leitura de cada plano. 


Por isso se você editor que está iniciando, tiver uma oportunidade de estágio em alguma TV, vá. Não pense em remuneração. Pense na experiência que você irá adquirir.
Para os editores de eventos sociais que migram para o jornalismo, a primeira dificuldade que encontram é na falta de imagens.
Mas cuidado. Evite ao extremo repetir imagens. Seja criativo. 

Use slow motion, se "couber".

Tem uma PAN? Lembre-se que ela tem inicio, meio e fim.
Veja com atenção as imagens de apoio. As vezes tem um pequeno clip com um balanço brusco de camera com imagen que não da pra usar,
 mas de repente um frame deste clip seja o suficiente para você ter mais uma imagem para corbrir seu OFF. Exporte e anime este frame.

As vezes um REVERSE SPEED também pode ajudar. De uma PAN normal, vira-se uma PAN invertida...enfim, crie!
Falando em REVERSE SPEED, dia desses vi numa TV local uma matéria sobre um acidente de transito e de repente, voilá...
O que eu vejo? Uma moto se movimentando para tras. Então fica a dica. Cuidado onde você for usar este efeito viu?
Motos não dão macha ré.

Na edição jornalística a rapidez é fundamental. Mas a atenção é mais fundamental ainda.
Ja vi matérias sendo exibidas em jornais onde na passagem do repórter inicia com "três...dois...um...".
Esse é o erro mais comum e mais amador que existe. Um verdadeiro vacilo. Cuidado!!

Se você trabalha com edição jornalistica, com certeza você se identificou com este texto.
Tem algum caso para contar?
Compartilhe aí sua experiencia.



E lembre-se:

Habilidade gera qualidade.

Habilidade Técnica. Habilidade Estética. Habilidade de comunicação.

É o desenvolvimento destas habilidades que agrega valor ao editor de vídeo.

A busca por elas tem ser prioridade, caso queira ser destaque na área de edição de vídeos.

Sunday, September 15, 2013

PHOTOIMAGE BRAZIL


Continuando a postagem anterior, este ano de 2013 não fui a Feira PHOTOIMAGE BRAZIL que aconteceu na semana seguinte a Feira Broadcast & Cable.


A PHOTOIMAGE BRAZIL é destinada principalmente a fotografia de eventos sociais, com diversos workshops acontecendo simultaneamente em vários stands. Você tem que ficar atendo aos horários para não perder aquela apresentação na qual você mais se identifica.









Uma dica é chegar cedo no primeiro dia e deixar este dia para conhecer a feira de um modo geral. Visitar os stands e receber os inumeros brindes que não são poucos e verificar a programação de palestras. Como primeiro brinde busque logo por uma sacola para poder guardar os objetos que vc vai acumulando ao longo da feira.






Uma outra grande vantagem de participar de feiras como essa, é a oportunidade de você poder manusear os equipamentos e ter a certeza se ele realmente vai atende as suas expectativas.




Um dos stands onde vi a maior quantidade de pessoas foi no stand a IPhoto editora, com o Workshop Nu & Sensualidade com o fotógrafo Drausio Tuzzolo. A modelo Suellen Fernandes esbanjou sensualidade e ousadia deixando os marmanjos de olhos arregalados e numa busca incansável por um melhor angulo entre inúmeros curiosos que paravam em frente do stand para observar a maneira como o Tuzzolo dirigia a modelo.










Outras empresas também dispunham de cenários com moldelos vivos para serem fotografadas a vontade. 







Com o advento da cinematografia HDSLR, esta feira também é uma boa pedida para os amantes destas câmeras, mesmo que sua área não seja evento social, a PHOTOIMAGE BRAZIL é um local para você ficar antenado nas ultimas novidades do mundo da fotografia e do video.  







As imagens que ilustram esta postagem é da feira do ano passado (2012).  Na postagem seguinte, a Feira Broadcast & Cable, onde estive este ano de 2013.


Monday, September 9, 2013

Broadcast & Cable 2013




Minha primeira participação na maior feira de produtos da área de televisão e cinema da América latina, a BROADCAST & CABLE 2013 me manteve atualizado nas ultimas tecnologias na área de câmeras, switches, Storage, iluminação e acessórios com inúmeras empresas do Brasil e de diversas partes do mundo. 




Uma feira destinada a profissionais principalmente de alto poder aquisitivo com equipamentos TOP para emissoras de televisão e produtoras de conteúdo de vídeos e cinema que buscam por novas soluções, novas tecnologias. 


O Pavilhão de Feiras e Eventos IMIGRANTES se transformou numa Disneylandia da tecnologia de video e cinema. Os olhos ávidos por conhecimento...




Claro, entre tantos equipamentos existem aqueles destinados aos clientes menos endinheirados, com preços mais acessíveis para os donos de pequenas produtoras espalhadas por este brasilsão.

A Feira aconteceu nos dias 20,21 e 22 de agosto de 2013.








Os corredores com os stands das grandes empresas, bem ali do nosso lado estavam sempre com os técnicos prontos para lhe atender e sanar suas duvidas.

Fiquem agora com diversas fotos da feira, para quem sabe, caso ainda não tenha ido, elas possam motivar você para a Broadcast & Cable 2014.




















Nos encontramos em 2014!!